Observatório da Despesa Pública

O Observatório da Despesa Pública (ODP) é a unidade de produção de informações estratégicas da Controladoria Geral do Estado – CGE, voltada à aplicação de metodologia, apoiada em tecnologia da informação, para a produção de conhecimento que visam subsidiar e a acelerar a tomada de decisões estratégicas, por meio do monitoramento dos gastos públicos.

As análises conduzidas no ODP são direcionadas à identificação de situações que possam constituir irregularidades, de modo a prevenir suas ocorrências.

Instituído em cooperação técnica com o Ministério da Transparência e Fiscalização e Controladoria Geral da União – CGU que atua em rede com demais entes da Federação. No Paraná esta unidade está regulamentada por meio do Decreto nº 4.334/2016.
 

Objetivo

Produção de informações estratégicas voltadas à melhoria do controle e monitoramento das ações do poder executivo, visando o aprimoramento das atividades que norteiam o sistema de controle interno do Poder Executivo Estadual instituído pela Lei nº 15.524/2007, além de disponibilizar informações e indicadores gerenciais de desempenho e de identificação de situações atípicas ocorridas na execução dos gastos públicos em áreas sensíveis da administração pública.

O ODP funciona como ferramenta de apoio à gestão pública, os resultados gerados pela unidade servem como insumo para realização de auditorias e fiscalizações conduzidas pela CGE, bem como, informa os gestores sobre indicadores gerenciais relativos à realização de gastos públicos, de modo a permitir análises comparativas, subsidiando a tomada de decisões para melhoria da aplicação dos recursos públicos.

O ODP atua de forma autônoma nas atividades e nos estudos sob sua responsabilidade e deverá cumprir os seguintes objetivos específicos:

I - antecipar situações críticas para encaminhamento preventivo de soluções;

II - construir cenários que subsidiem estrategicamente as atividades cotidianas;

III - fornecer informação útil para identificação de focos pontuais para o processo de controle;

IV - possibilitar a produção imediata de conhecimentos para demandas específicas;

V - potencializar a velocidade e a precisão nas tomadas de decisões estratégicas.