IA-CM

 


 

O QUE É O IA-CM?

 

O IA-CM é uma sigla em inglês cuja tradução significa Modelo de Capacidade de Auditoria Interna. O modelo atende à Estrutura Internacional de Práticas Profissionais, conhecida como “IPPF” - International Professional Practices Framework. Para o setor público, foi desenvolvido em 2009 pelo Instituto dos Auditores Internos (IIA) com apoio do Banco Mundial; sendo atualizado posteriormente em 2017.

Ele é um conjunto de práticas internacionalmente reconhecidas, que identificam os fundamentos necessários para uma auditoria interna efetiva, de modo a atender às necessidades da administração da organização e às expectativas profissionais da função.

Atualmente, é considerado uma ferramenta estratégica nacional recomendada aos membros do CONACI, tendo o objetivo de fortalecer a atividade de auditoria interna governamental no Brasil, considerando a Parceria instituída desde 2014 entre o CONACI (Conselho Nacional de Controle Interno) e o Banco Mundial (World Bank).

O IA-CM possui 5 níveis de maturidade que garantem independência, agregação de valor, padronização e melhoria continua. São eles:

Grafico IACM

A Auditoria Programada (APROG) faz parte da Divisão de Auditoria, que foi regulamentada por meio da Resolução CGE 73/20221 . A APROG é responsável pela evolução da CGE nos níveis de maturidade do IA-CM. Atualmente, a CGE está no primeiro nível, classificado como “inicial”. Devido à complexidade do modelo, são pouquíssimas unidades da federação que já atingiram o segundo nível: “infraestrutura”.

O objetivo da CGE é alcançar o terceiro nível, “integrado”. Para isso, a APROG tem trabalhado para estruturar a auditoria interna no Poder Executivo do Paraná. Como exemplos, menciona-se a elaboração do Estatuto de Auditoria Interna do Poder Executivo do Paraná, Resolução CGE 40/20212 , e do Referencial Técnico de Auditoria Interna do Poder Executivo, Resolução CGE 43/20223.

Esses documentos são imprescindíveis para os trabalhos de auditoria a serem executados; além disso, serão usados (além de outros documentos) na auditoria do Programa Paraná Eficiente4 , em que o estado do Paraná busca, entre outros objetivos, alcançar o terceiro nível do IA-CM.

 

 

POR QUE O ALCANCE DO NÍVEL 3 DO IA-CM É IMPORTANTE PARA OS PARANAENSES?

 

1 - Aumento do nível de profissionalismo da auditoria interna da CGE/PR;

2 - Fortalecimento de uma auditoria de vanguarda, que além de fiscalizar, também é propositiva e atua como parceira do agente público auxiliando na melhoria da gestão;

3 - Incentivo à inovação e a transparência pública Estadual;

4 - Com um maior nível de maturidade na auditoria interna da Controladoria-Geral do Estado do Paraná, este Estado terá maior atratividade de investimentos.

 

O projeto IA-CM nível 3 foi dividido em 3 fases (diagnóstico, planejamento e execução) e foi iniciado com o diagnóstico das exigências da metodologia; seguido pela estruturação das fases de acordo com as atividades-chave (KPA); e, por fim, pela fase de execução do projeto.

Para maior ciência dos trabalhos que a APROG desenvolverá no ano de 2023, recomenda-se a leitura do Plano Anual de Auditoria (Paint)5 para o exercício de 2023.

 

 

LINKS

 

Programas Auditados

  Paraná Eficiente

 

Documentos e Legislação

  Resolução de Criação da Divisão de Auditoria

  Estatuto de Auditoria Interna

  Referencial Técnico de Auditoria Interna do Poder Executivo

  Plano de Auditoria Interna 2023